3 Maneiras de Lidar com os Pitacos na Maternidade

Quando pensamos na maternidade, quando começamos a sonhar em ser mãe, pensamos em um mundo cheio de amor, passarinhos cantando, sol brilhando, bebê sorrindo e todos em volta admirando o fato de você ser mãe!

Só que a realidade não é bem assim. Grávida, você já carrega a responsabilidade de fazer tudo 100% certo pensando exclusivamente de forma altruísta no bem do seu bebê. Vão te dar 1 milhão e 359 mil conselhos diferentes, contar experiências diferentes, críticas, sugestões e reclamações, dava até pra criar um SAC Gestação, hahaha, só que deixaria de ser Serviço de Atendimento ao Consumidor, e passaria à Serviço de Atendimento aos Conselheiros.

Depois o bebê nasce, você tem o instinto materno e um pouco de teoria, mas na prática faz tudo na intuição e se sente perdida, aí vem o SAC Mamãe de Primeira Viagem, mais críticas, sugestões e reclamações.

Encontro-2-Angi-008

Foto: Luciana Hoffman

Sinceramente, acho que lidei bem com essas trocas de opinião com mundo externo, classificando as mensagens no meu SAC interno, e dando um direcionamento à cada uma delas:

  1. CRÍTICAS – Nunca aceite alguém dizendo: “você não sabe o que está fazendo”; “não é assim que se faz”, “está fazendo errado”. Esse tipo de comentário tem uma carga negativa enorme, e mexe muito com uma recém mãe que está fazendo de tudo para acertar, e para dar o seu melhor. Graças À Deus não tive muitos desse, simplesmente argumentava do porque estava fazendo daquela maneira, não para justificar, mas demonstrar que estava segura dos meus atos. Tenha na sua cabeça que se você está fazendo com amor, de maneira nenhuma pode ser errado, e passe adiante, não vale a pena ficar braba ou irritada por isso.
  2. SUGESTÕES – Vou dizer que eu adoro, porque sugestão, ao contrário da crítica, é dada com amor, com carinho, com compreensão. Sugestão é ajuda, é mão estendida! As vezes você tenta acalmar o bebê de um jeito, e não funciona, e vem lá alguém com uma dica de enrolar o bebê bem firme, para que ele se sinta como no conforto do útero, e plim, o bebê se acalma, ou alguém que sugere você colocar uma rotina de sonecas e hora de dormir, e plim, seu bebê parace um reloginho, e você fica mais calma para fazer outras coisas (como ir ao banheiro). Não se feche para alguém que te sugere algo com calma e com carinho, essa pessoa só quer teu bem.
  3. RECLAMAÇÕES – Ah, tem as dos vizinhos que escutam o bebê chorando, tem a do marido que diz que você tá sempre reclamando e sempre cansada, tem a do bebê, que tá com fome, tá xixi, tá cocô, tem as suas de que está ficando loouca. Reclamações são temporárias, e todo mundo faz, não dê importância à elas nesse primeiro momento. Foque no que importa, deixe esses “tititis” pra depois, tudo se acalma, como dizem “é com andar da carroça que as melancias se ajeitam”. Viva as crendices e ditados populares  no mundo materno!!!

Sei que cada mãe lida de um jeito com tudo que acontece à sua volta, e tudo que recebe. Eu só sei que não vale a pena carregar tanta energia negativa enquanto estamos gerando e maternando um outro ser. Paz meninas!

Beijos,

Ale

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s