Humor para ensinar

Eu adoro pesquisas acadêmicas sobre o comportamento e desenvolvimento humando, tão bom entender o que se passa no universo do outro, fica mais facíl ajudar, amar, compreender.

A partir de agora, toda Quinta-feira, trarei uma pesquisa recente sobre nossos pequenos, espero que gostem!

A editora inglesa Taylor & Francis, divulgou recentemente um estudo de uma equipe francesa sobre usar humor quando se ensina algo para bebês na faixa das 15 meses (os toddlers, como os americanos chamam bebês que estão aprendendo a andar). Leia na integra:

Usando humor para ajudar bebês a aprender

Nós todos sabemos que o riso é o melhor remédio, mas uma equipe de cientistas franceses descobriu que o uso de humor também parece ajudar bebês aprenderem novas tarefas, relata um novo estudo publicado na revista Cognition and Emotion.

Baseando-se no conhecimento de que fazer crianças mais velhas rirem, pode melhorar muitos aspectos da cognição, Rana Esseily e seus colegas desenvolveu um experimento para ver se usar o humor também poderia ter um efeito sobre a capacidade de bebês aprenderem.

Cada bebê de 18 meses, selecionado para participar da parte final do estudo, observou um adulto usando uma ferramenta para agarrar um brinquedo fora do alcance. Em um grupo de adultos, brincou-se com o brinquedo apenas após recuperá-lo; mas no outro grupo, o adulto jogou o brinquedo imediatamente no chão, o que fez metade dos bebês nesse grupo dar risada.

Quando Esseily e seus colegas estudaram os seus dados, eles descobriram que os bebês que riam das palhaçadas dos adultos, foram capazes de repetir a ação com mais sucesso do que aqueles que não riram.

Por que o riso parece estar relacionado com a capacidade dos bebês aprenderem, não é totalmente claro, mas Esseily e sua equipe apresentaram duas explicações possíveis. A primeira relaciona-se com temperamento. “Neste caso, não é humor em si que pode ter facilitado a aprendizagem”, os autores sugerem , “mas que temperamento bebês ‘Smiley’ (risonhos) era mais propenso a se envolver com o meio ambiente, e, portanto, para tentar e ter sucesso em tarefas”. Também poderia ser o caso de que bebês risonho “pode ter habilidades sociais mais elevadas ou capacidades cognitivas, permitindo-lhes interagir mais facilmente com os outros e tornando-os mais propícios para imitar as ações dos outros”.

A segunda explicação dos autores invocados refere-se a química do cérebro. É bem conhecido que as emoções positivas, como o riso ou se relacionar bem com o pesquisador no caso, pode aumentar os níveis de dopamina no cérebro, o que por sua vez tem um efeito positivo sobre a aprendizagem. “Assim, o efeito observado aqui pode ser um efeito geral devido à emoção positiva e não ao humor ou riso por si só”, eles observam.

A pesquisa sobre o efeito de humor na aprendizagem precisa ser aprofundada, é claro, mas para os pais que estão embarcando no desfralde, que não é tão divertido assim, podem tentar não perder o humor.

Tradução: Alessandra Rauter

Foto:  Jennifer Giacomet Inda – Nós Dois Produções

Fonte: Science Daily

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s