9 coisas que ninguém te conta sobre o pós-parto

Recentemente fizemos um encontro do blog, para falar sobre pós-parto, e foi uma tarde para lavar a alma, coisa boa estar no mesmo barco que tanta gente, e saber que todas remam, com dificuldades, mas seguindo em frente.

Normalmente, a mãe de primeira viagem, não tem noção de tudo que vai sentir ou passar, e quando sente, acha que é o único ser na face da terra que está sentindo isso.

Então vou falar sobre o que todas as mães sentem, mas nem sempre contam:

1- Você vai sentir saudades da atenção que recebia quando grávida – Sim, mesmo tendo um ser dentro de você antes, era você que era o centro do universo, todos queriam passar a mão na sua barriga, todos diziam para não fazer esforço, todos faziam coisas por você, todos te paparicavam. Se não todos, o marido, a mãe, uma tia… Ai o bebê nasce, e o centro do universo de todo mundo é ele, você fica de escanteio, de menor preocupação. Você tem que dar conta do recado, e não reclamar muito. Difícil se adaptar.IMG_0883

2 – Você vai ter saudades de poder ir e vir sem muita organização prévia – Os primeiros meses do bebê, são de muito isolamento, você quase não sai de casa para não expor o recém nascido, você amamenta de 2h em 2h ou no máximo de 3h em 3h. Sair com o bebê requer levar um arsenal de coisas junto, sair sozinha com o bebê é quase para uma mãe samurai, e sair sem o bebê, você tem que ser a reencarnação do Senna, para voltar a tempo da próxima mamada. Além de ficar com o coração na mão nas primeiras vezes que deixar o bebê sob os cuidados de outras pessoas, mesmo que seja o pai do bebê. Eu me lembro que nas primeiras vezes que saí de casa sem o Fernando, os primeiros 10 minutos eram de alívio, afinal eu não precisava estar em estado de alerta em cada suspiro dele, mas passados os 10 prmeiros minutos eu morria de preocupação.

3 – Você pode ter medo de morrer, ou de que o bebê possa ter algum mal súbito – Eu fiquei paranóica com isso, não sei se foi algo tipo instinto animal de sobrevivência que aflorou em mim, ou se foi coisa da minha cabeça. Mas quando nos tornamos responsáveis por uma outra vida, a possibilidade de finitude da nossa nos apavora. Fora que eu pensava que se algo de grave acontecesse com ele, não sei o que seria de mim. Nessa fase tive muita, mas muita compaixão pelas mães de prematuro, que vivem com esse real risco por tanto tempo.

4 – Você vai ter saudades de você mesma – Entre fraldas, cocôs, xixis, mamadas, bicos, colo e ninar, você vai se perder por um tempo, como se estivesse mergulhando num oceano pela primeira vez, e toda vida que você conhecia antes, é aquela praia, que você não está enxergando no momento. A questão é, que você passou a vida toda sendo 100% mulher, e de uma hora para outra vira 100% mãe, e vai levar alguns meses (ou até anos) para você equilibrar essa porcentagem.

5 – Você vai sentir um cansaço absurdo – Esqueça aquelas viradas de noite de balada direto para o trabalho. Isso é fichinha!!!! 1º porque ir na balada e passar a noite acordada foi só diverssão, e foi uma noite num mês, ou numa semana. Um bebê pode te exigir atenção por toda madrugada, por noites e noites seguidas, vai te acordar chorando quando você tiver a recem entrado em sono profundo, e você vai levantar cambaleando, e vai chorar junto com ele depois de balança-lo por meia hora e nada funcionar.

6 – Necessidades básicas, viram última coisa na sua lista – Ir ao banheiro, tomar banho e comer, acabam sendo secundarios nesses primeiros meses, você faz isso quando dá, e não quando tem vontade. Me lembro que quando o Fernando nasceu, eu achei engraçado, que a gente passa a gravidez fazendo xixi toda hora, e ai o bebê nasce, e você não lembra quando foi a última vez que foi ao banheiro. Muitas vezes fiquei com vontade de fazer xixi por horas, e até passava, porque estava mega envolvida com o Fernando.

7 – Você vai ter saudades da relação e intimidade com o seu parceiro – Nessa maratona dos primeiros meses do bebê, o seu parceiro sai da posição de namorado, e vira companheiro de time. É tão louco quando essa chave vira, vocês dois parecem estar numa participando de uma gincana, competição de trocas de fraldas, banho mais eficiente, troca de roupa, e etc. Demora um tempo pra vocês se reencontrarem como namorados denovo.

olívia_1 mês-48 – Você vai chorar – Se você achava que quando grávida era uma manteiga derretida, imagina agora que seus hormônios piraram de vez. Comercial de margarina vira drama, alias, até comercial de cotonette você chora. Bom cuidar para que isso não atrapalhe seus primeiro meses como mãe, e se você se sentir muito down, procure sua médica, depressão pós parto existe, e é real.

9 – Você amará seu bebê, mas precisará de um tempo longe dele – Simmm, você passa 24 horas com o seu bebê nos primeiros meses, e vai precisar de uns 20 minutos de paz pelo menos por dia para manter sua sanidade mental. E isso não significa que você não ama seu filho, significa que você é um ser humano, e também precisa de ajuda.

O que eu aconselho as recém mães? Não guardem para vocês o que vão sentir nesses primeiros meses, desabafem, ninguém tem super poderes, e você pode pensar que todo mundo da conta menos você, mas esqueça, isso não é verdade, todas nós precisamos de uma mão, de um abraço e de um ombro amigo.

Beijos,

Ale

Fotos – Jennifer Inda

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s