Medicina alternativa na gestação

 

Oi gurias e barrigudinhas,

Existem muitas opções para as grávidas buscarem conforto durante a gestação, sem apelar para medicamentos. Eu mesma fiz no último trimestre das duas gestações acupuntura para a dor nas costas por conta do peso da barriga. A Rochelle, nossa colunista, doula e enfermeira trouxe um texto super interessante sobre práticas terapêuticas.

Confere:

Que toda gestante deve fazer o pré-natal para cuidar de si e do bebê, todos sabemos. Mas não é só isso! O que temos visto é que as gestantes têm procurado cuidados complementares aos tradicionais. Estamos falando de práticas terapêuticas integrativas e complementares como a acupuntura, aromaterapia, fitoterapia, homeopatia, entre outras. Segundo o Ministério da Saúde (2006) as práticas integrativas e complementares ampliam a visão do processo saúde-doença e a promoção global do cuidado humano, especialmente do autocuidado.

Entre os cuidados complementares que mais têm sido utilizados com gestantes e puérperas, destacamos a acupuntura, homeopatia e a aromaterapia.

Resultado de imagem para pregnancy acupuncture

A acupuntura têm sido amplamente utilizada pelas gestantes não só para o alívio dos desconfortos advindos da gestação, mas também com estímulo do trabalho de parto e analgesia. Para as puérperas, a acupuntura pode ajudar no período da lactação no que diz respeito a produção do leite. Há de se destacar a importância de procurar um profissional capacitado, pois alguns pontos da acupuntura não devem ser estimulados durante a gestação.

A homeopatia se mostra, durante a gravidez, uma alternativa aos medicamentos tradicionais pois sabemos que durante a gestação o uso de medicamentos é bastante restrito. Os remédios Homeopáticos, quando prescritos e acompanhados por um médico homeopata, não oferecem riscos para mãe e bebê. Na fase do puerpério, a homeopatia pode ajudar na lactação e na prevenção da depressão pós-parto.

A aromaterapia traz seus benefícios por meio do uso dos óleos essenciais quee podem ser usados na gestação e puerpério. Esses óleos devem ser de fonte confiável e sua diluição deve ser adequada. Embora esses “cheirinhos” pareçam inofensivos é muito importante que eles sejam bem indicados, principalmente, durante a gestação.

Então, se interessaram por alguma dessas práticas? Lembrando a importância de procurarmos profissionais capacitados para tais atividades. Os cuidados complementares por mais “naturais” que pareçam, podem oferecer riscos quando mal indicados.

Rochelle de Carli
Coren 341560
Doula desde 2015

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s